Idoso pode tomar vacina de febre amarela?

Nos últimos tempos uma das perguntas que nós mais temos recebido é:

Idoso pode tomar vacina de febre amarela ?

A vacinação é o meio mais eficiente de se evitar a febre amarela. Porém, na terceira idade, o risco de eventos adversos da vacina é maior.

Tal condição se deve ao fato de que o sistema imunológico do idoso apresenta um envelhecimento natural, a chamada imunossenescência. Desta forma, a decisão de vacinar o idoso ou não deve ser individualizada levando-se em consideração a relação risco x benefício.

Fatores como localização da residência e endemia local, estado geral de saúde e risco de complicações com uma possível infecção são os principais pontos a considerar.

Se, nem todo idoso pode tomar vacina de febre amarela então: quem não pode com certeza?

A vacina de febre amarela é feita com vírus atenuado e, assim sendo, pacientes com imunodepressão apresentam riscos maiores. Em outras palavras, idosos com câncer, doenças crônicas graves, anemia importante, infecção pelo HIV, transplantados de órgãos, uso de corticoides por período prolongado ou quimioterápicos não devem ser submetidos a vacinação.

Obviamente que alguns casos de exceção podem ser aplicados com indicação médica. Além disso, pessoas com reações alérgicas graves a substâncias presentes na vacina (ovo de galinha e seus derivados, gelatina bovina ou outras) também não podem tomar.

E se o idoso não pode tomar vacina de febre amarela, o que fazer?

Se um idoso não puder tomar a vacina de febre amarela ele deve evitar viagens a áreas com maior risco. Se ir para zonas endêmicas é inevitável, recomenda-se a utilização de métodos de barreira como repelentes, roupas longas e uso de telas de proteção.

Dr. Andre Feldman

Médico Clínico e Cardiologista – Sociedade Brasileira Cardiologia, Doutorado em Ciências Médicas pela USP

Leia também:

Comments are closed.